Novos Horizontes FM

Notícias/Rural


26/03/2020

Agricultores seguem orientações para comercialização de alimentos

Agricultores seguem orientações para comercialização de alimentos

Com as orientações sobre os cuidados a serem adotados para evitar a propagação do Covid-19 (novo Coronavírus), agricultores adotam medidas para garantir a comercialização de produtos da Agricultura Familiar para as famílias dos seus municípios. A Emater/RS-Ascar, em parceria com a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), tem orientado os agricultores quanto aos cuidados de higiene repassados pelos órgãos ligados à área da saúde.

No município de Sobradinho, na região Centro-Serra do Estado, o agricultor Ivonil Rubert continua a disponibilizar seus produtos da Feira do Produtor. Há 39 anos participando da Feira, o agricultor ressalta que a procura pelos produtos comercializados aumentou. "As pessoas pedem para continuar a comercialização. Alguns vêm na feira, outros fazem a encomenda e entregamos em casa e também para pequenos mercados da cidade. Mas, a continuidade da participação na feira avaliamos a cada semana, conforme a demanda. Na manhã de ontem o movimento estava bom", explica o agricultor.

O agricultor, que não integra o grupo de risco, salienta que o cuidado com a higiene tanto da família ao manusear os produtos quanto dos alimentos, foi intensificada. "Aqui na feira tem a instalação de pia, o que possibilita a higienização das mãos, além do álcool gel". A família, composta por quatro pessoas, tem na comercialização de hortaliças a principal fonte de renda. Na propriedade são cultivados alimentos como cenoura, beterraba, alface, rúcula, tempero verde, tomate, mandioca, entre outros. "A produção depende da época de cada alimento", ressalta.

Na região administrativa da Emater/RS-Ascar de Soledade, nos 39 municípios que a integram, existem 65 Feiras do Produtor sendo 44 convencionais e 21 ecológicas. Ainda no Centro-Serra, no município de Estrela Velha, a Feira da Agricultura Familiar continua sendo realizada todas as sextas-feiras à tarde. No local, ao lado da Prefeitura Municipal, sete produtores realizam a comercialização de produtos, além de um grupo no whatsapp onde eles comercializam seus produtos. "Foi passado a eles todas as orientações de higiene devido a esta pandemia", ressalta a extensionista rural Social, Giana Redin.

No Vale do Rio Pardo, em Santa Cruz do Sul, as feiras seguem acontecendo no horário normal de atendimento, seguindo as indicações de higienização. "Alguns produtores já adotam as estratégias de encomendas via telefone e whatts mesmo antes das medidas contra o Covid-19. Também foi orientado que apenas uma pessoa por família frequente a feira", comenta o extensionista rural Agropecuário, Marcelo Cassol. Em General Câmara a feira está fechada. Contudo sete produtores realizam a entrega a domicílio dos alimentos.

Em Vale Verde a feira encerrou as atividades. E em Sinimbu, a extensionista rural Social, Paula Sabrina Mallmman explica que "estamos sugerindo às famílias para não realizarem feira presencial. E sim utilizem as mídias sociais para realização de encomendas e entregas em domicílio. A divulgação dos produtos e valores será realizada na página do Facebook da ‘Feira AgroArtesanal’ e individualmente também".

No Alto da Serra do Botucaraí, em São José do Herval, a Feira do Produtor foi cancelada até que tenha certeza de que o vírus foi controlado. Até lá, os agricultores estão comercializando a entrega nas residências e também comercializando nas propriedades rurais. Em Victor Graeff, o Quiosque do Sabor está com o atendimento suspenso por tempo indeterminado.

Foto: Adriano Dreher – extensionista rural Agropecuário
Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar - Regional de Soledade
Jornalista Carina Venzo Cavalheiro 

Mais Lidas

Notícias Quentes

Vídeo