Novos Horizontes FM

Notícias/Esportes


06/02/2020

Após protestos e relatos de jogadores, Inter enviará reclamação formal à Conmebol

Após protestos e relatos de jogadores, Inter enviará reclamação formal à Conmebol

O Inter já deixou o estádio Nacional de Chile pensando em fazer uma reclamação formal à Conmebol a respeito dos protestos realizados por parte dos torcedores da Universidad de Chile. A intenção se confirmou, e o clube realmente enviará uma queixa à entidade. Os jogadores relataram muito incômodo com o incêndio provocado nas cadeiras. O goleiro Marcelo Lomba, que defendia a meta do lado de onde a fumaça vinha, comentou na saída do estádio que estava com “um olho no campo e outro nas arquibancadas”.

Ontem, Moisés também falou sobre a interferência dos tumultos no jogo. “O protesto atrapalhou muito no segundo tempo. Você passa a ficar não concentrado só no campo. Tínhamos muita preocupação com o Lomba, porque ele ficava de lado para o campo, olhando para a arquibancada. Espero que a Conmebol trate isso com atenção”, afirmou o lateral.

Não há, porém, a expectativa de uma punição rigorosa à Universidad de Chile, que provavelmente deverá receber uma multa ou coisa parecida. A TV sequer mostrou imagens dos problemas. Os delegados da Conmebol orientaram o árbitro Facundo Tello a não parar o jogo. Em suas redes sociais e outras plataformas, a entidade que organiza a Libertadores ignorou qualquer ocorrência fora do normal.

Mesmo com o silêncio da Conmebol, a Universidad de Chile tenta se proteger. José Luis Navarrete, presidente da concessionária Azul Azul, que administra o clube, anunciou que vai fechar o setor sul do Estádio Nacional, de onde partiram os principais focos de protestos. A diretoria estuda realizar sem torcida o jogo contra o Valparaiso, dia 15.

Fonte: Correio do Povo 

Mais Lidas

Notícias Quentes

Vídeo