Novos Horizontes FM

Notícias/RS


14/03/2019

Expodireto 2019 - O mel como fonte de renda

Expodireto 2019 - O mel como fonte de renda

Meliponicultura e Apicultura são um dos 16 temas que a Emater/RS-Ascar apresenta na Expodireto Cotrijal 2019. Na feira, em Não-Me-Toque, insetos benéficos como as abelhas “sem ferrão”, necessárias à polinização de plantas, estão presentes para sinalizar a busca de um sistema produtivo e sustentável. Mas o destaque deste ano é a presença de apicultores trocando experiência com os visitantes.

O apicultor Alisson Paulineli da Rosa, do município de Colorado, apresenta os resultados iniciais do projeto pioneiro no Estado de pastagem apícola, que está desenvolvendo na sua propriedade. Em uma área de um hectare, da Rosa está implantando lavouras com mudas de flores para que as abelhas Apis melífera tenham alimento o ano todo. “A ideia é triplicar a renda com que teria com a produção de soja. Nestes primeiros meses de trabalho as caixas estão produzindo em média 30 quilos de mel com uma excelente qualidade já que não usamos nada de agrotóxico”, comemora o apicultor.

“Ninguém faz nada sozinho”, disse da Rosa ao falar sobre o trabalho em parceria com a Emater/RS-Ascar que vem orientando sobre as espécies mais adequadas, os cuidados com as caixas e no acesso ao crédito específico para a implantação do projeto. Pensando no futuro, o apicultor tem como objetivo estar produzindo, em média, 50 quilos de mel por caixa, além de aumentar a área para três hectares.

Meliponicultura e Apicultura
Na parcela, também são encontradas algumas espécies de “abelhas sem ferrão”, de ocorrência natural no Rio Grande do Sul, além de materiais e equipamentos para Apis melífera são apresentados na parcela da Instituição durante a feira. E foi vendo um desses materiais que o apicultor Adriano Alves, de Rondinha, descobriu que utilizava o fumegador de forma equivocada. “Vi como fazer o engate do equipamento e isso vai facilitar muito o meu trabalho”, disse.

De acordo com o coordenador, Antônio Altíssimo, as abelhas “sem ferrão” podem ser criadas também em ambientes urbanos, são importantes dentro da biodiversidade natural, onde contribuem na polinização de espécies vegetais comerciais, não comerciais, florestais e medicinais e, além disso, contribuem para a renda das famílias urbanas e rurais, quando polinizam as plantas e quando fornecem aos consumidores mel, própolis, pólen e enxames.

Já as abelhas Apis melífera, que também fazem parte do tema, visam mostrar mais uma possibilidade de renda na propriedade. São mostradas formas de manejo, além de equipamentos e insumos específicos para a atividade.

Os interessados podem visitar o Espaço da Família Rural, área da Emater/RS-Ascar dentro da Expodireto Cotrijal, que segue até sexta-feira (15/03), em Não-Me-Toque.

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar na Expodiretor Cotrijal

Jornalista Raquel Aguiar 

Mais Lidas

Notícias Quentes

Vídeo