Novos Horizontes FM

Notícias/Rural


04/01/2018

Reunião abordará melancia como fonte de renda em Santa Maria

Reunião abordará melancia como fonte de renda em Santa Maria

A Emater/RS-Ascar, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Rural de Santa Maria, na Região Central, realizarão na segunda quarta-feira do ano (10/01), uma reunião técnica sobre a melancia como fonte de renda, custos e receitas. O evento acontecerá no Distrito de Arroio do Só, na propriedade dos produtores Antônio Sérgio e Elaine Bianchi, a partir das 16h. A expectativa é de que 20 produtores da região participem da programação.

Na oportunidade, os extensionistas do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de Santa Maria, Marciano Loureiro Filho e Carlos Augusto Moro, abordarão o Programa da Gestão Sustentável da Agricultura Familiar, da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), do qual a propriedade sede do evento é integrante, como exemplo de êxito do trabalho técnico e financeiro desenvolvido em 2017. As propriedades integrantes do Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar possuem plano de desenvolvimento e acompanhamento econômico e socioambiental de todas as atividades da unidade de produção.

Na programação também serão apontados diversos fatores que favorecem a produção de melancia como a adubação mais eficiente, manejos mais adequados, e a conscientização de que a melancia possa ser uma fonte de renda ao produtor.

De acordo com o extensionista Guilherme Godoy dos Santos, também do escritório local da Emater/RS-Ascar, o Plano de Gestão desenvolvido no ano de 2017 foi fundamental para que o produtor rural pudesse ver a cultura da melancia como uma ótima oportunidade de gerar renda. "A melancia é um produto que gera uma grande renda a quem produz desde que seja com um bom acompanhamento técnico. A nossa intenção com esse evento é justamente mostrar essa rentabilidade na produção, que é produto da técnica e da gestão financeira, na propriedade do Antônio e da Elaine", assegurou Guilherme.

Conforme Guilherme, em 2017 houve aumento de aproximadamente 10% na área de cultivo em relação ao ano de 2016. "O mercado consumidor é proativo e consome todo o produto que é produzido localmente, servindo como mais um atrativo para que o produtor invista na melancia", avaliou o técnico.

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar - Regional Santa Maria
Jornalista Helena Boucinha
hboucinha@emater.tche.br 

Mais Lidas

Notícias Quentes

Vídeo